As diferenças entre o melasma, manchas de sol e sardas

manchas-pele-melasma-sardas

Você sabe diferenciar o melasma de manchas de sol, sardas ou marcas congênitas? Mais do que entender as diferenças entre elas, é fundamental saber como tratar cada uma. Fique atento ao dicionário das manchas.

Melasma – também chamado de cloasma, pode surgir principalmente no rosto e outras partes mais comumente expostas ao sol. As manchas possuem tom marrom, em diferentes intensidades e forma irregular. Não há uma única causa definida para o melasma, mas sabe-se que ele está relacionado principalmente à exposição solar, além de uso de anticoncepcionais e algumas outras medicações, fatores hormonais, predisposição genética e à gravidez. Como tratar? Tratar o melasma exige cuidados contínuos. Isso porque, mesmo que o pigmento seja reduzido, não se consegue bloquear completamente a resposta anormal da célula a luz.

Sardas – As sardas (efélides) são manchas causadas pelo aumento da melanina – pigmento que dá cor à pele – e que também existem por uma tendência familiar, surgindo, principalmente, em pessoas de pele clara (fototipo I e II) e ruivas. São causadas pela exposição continuada da pele ao sol e tendem a escurecer mais durante o verão. Como tratar? A luz pulsada é uma das melhores opções para o tratamento das sardas, mas a melhor recomendação é prevenir seu aparecimento e/ou piora com a aplicação correta de filtros solares.

Marcas congênitas – Essas manchas, que já nos acompanham desde o nascimento, são benignas, na maioria dos casos, e devem ser acompanhadas por um dermatologista. Como tratar? Não necessariamente é preciso a retirada da “marca”, sendo a remoção realizada total e/ou parcial recomendada no caso de desconforto estético e/ou alterações que identifiquem que surgiu malignidade. Alguns lasers podem ser usados na dependência do tipo da lesão.

Lentigo solar ou melanose – Com um nome técnico desconhecido por muitas pessoas, essas são as tradicionais “manchas da idade” que aparecem mais tardiamente, dando um tom acastanhado ás áreas como as mãos, colo e o rosto. Causadas pelo sol, podem ser prevenidas pelo uso dos protetores. Como tratar? O uso de tecnologias como a luz pulsada e alguns lasers são muito eficazes na melhora do quadro.

Fonte: Portal do Melasma

Muitooo obrigada por sua visita, espero que volte sempre!

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+

Anúncios

Resenha: CLARIFIANT Sérum Concentrado Clareador da Roc

clarifiant-roc

Resenha do dia: CLARIFIANT Sérum Concentrado Clareador da Roc

Esse foi um produto que usei durante toda a gravidez pra prevenir as temidas manchas e super funcionou pra mim, achei que já tinha feito a resenha dele por aqui, mas na correria da maternidade acabei esquecendo!

Importante: sempre consulte o seu dermatologista antes de adquirir um produto ou começar um tratamento, ainda mais na gravidez. Lembro como se fosse hoje marquei a consulta e levei a minha necessaire e todos os produtos que usava pra tirar as dúvidas, ver o que eu poderia continuar usando ou não, além de pedir indicações pra prevenir manchas, na ocasião me foi indicado o Clarifiant.

Descrição do fabricante:

ROC® CLARIFIANT oferece uma solução segura e eficaz no clareamento de manchas causadas pelo sol. É eficaz porque tem dupla ação na origem da hiperpigmentação por meio da tecnologia clareadora Total Soya, que reduz a síntese de melanina e controla sua transferência para as camadas mais superficiais da pele.

Áreas da pele mais pálidas se devem a pouca concentração de melanina ou melanócitos anormalmente inativos. As áreas mais escuras, ou uma área que bronzeia mais facilmente, ocorrem quando você tem mais melanina ou melanócitos superativos. Em ambos os casos, a eficácia de ROC® é comprovada por estudos e especialistas renomados.

O que eu achei:

A embalagem é acrílica, bem resistente e bem bonitona, higiênica e prática por possuir aplicador em formato pump.

Sua textura é um sérum bem leve, com toque seco, super gostoso de aplicar, absorve bem e seca rápido, hidratando a pele sem a deixar melequenta ou oleosa.

clarifiant-roc-serum

O CLARIFIANT não atrapalha na aplicação da maquiagem ou de outros produtos.

Quanto a reações devido ao uso do clareador, não senti nada, não descamou minha pele, não me causou irritações e nem acne.

A fragrância é muito leve, quase não se sente, as grávidas de narizes super potentes agradecem!

Achei que controlou super bem as poucas manchas que eu tinha, quanto ao poder clareador eu classificaria como leve, acho que o produto mais controla e uniformiza o tom do rosto, poderia ser um pouquinho mais potente, mas talvez por ser um produto liberado para gestantes ele precise ser mais light, na minha opinião tá?

O produto tem um ótimo rendimento, duas ou três apertadas no pump já são suficientes pro rosto todo, eu fazia a aplicação apenas a noite e acho que o meu deve ter durado uns 4-5 meses, lembro que comprei 2 e usei até depois que a Bia nasceu.

Ponto forte do produto: controle na pigmentação das manchas já existentes e uniformização no tom da pele, na época eu tinha apenas uma manchinha aqui, uma sarda ali que ficaram quietinhas além de dar uma boa clareada nelas e no rosto todo.

Vale o investimento? Pra mim valeu, mas lembre-se! Não espere milagres em pouco tempo, tem que ter disciplina, usar protetor solar sempre e reaplicando durante o dia, os resultados são progressivos e melhores se usados em conjunto ( quando liberado ) com outros produtos e ou tratamentos.

Preço médio: R$ 130,00 – embalagem de 40 ml.

Para mais informações: www.roc.com.br

Até mais e bom fim de semana pra vocês!

Patrícia Cabral  —> Facebook , Instagram , Google+ , Snapchat: falandodebeleza 

 

 

 

Não usa filtro solar? Duvido que depois desse vídeo você ainda continue sem usar…

howthesunseesyou

Bom dia! É todos nós estamos cansados de saber que o protetor solar é um item indispensável e que ele é para ser usado todos os dias de nossas vidas, mas aí tem aquele dia de atraso, outro da preguiça, outro do esquecimento mesmo e por aí vai…

Mas um choque de realidade é sempre bom não é mesmo? No vídeo abaixo o fotógrafo Thomas Leveritt quis mostrar a algumas pessoas que transitavam pelas ruas como ficam suas peles sob a exposição da luz ultravioleta, onde foi possível observar os malefícios causados pelo sol, o que foi bem diferente a partir do momento em que elas aplicavam o filtro solar.

Vejam e comprovem o que não conseguimos ver no espelho!

Vai um filtro solar aí?

Beijocas

Patty