Novidade: Protetor Solar Isdin Fusion Water em Versão com Cor

Protetor-Solar-Isdin-Fusion-Water-Color-Oil-Control-FPS-50

 

Aos apaixonados pelo protetor solar Fusion Water Oil Control (resenha Aqui) da Isdin tenho uma novidade pra contar! A marca acaba de trazer para o Brasil a versão do produto com cor.

Fusion Water Color FPS 50 da Isdin é um protetor solar de uso diário em base aquosa (não oleoso) de toque seco e não comedogênico, que oferece alta proteção UVB e UVA invisível, refrescante e de absorção imediata.

A versão com cor promove a uniformização do tom da pele, corrige imperfeições e suaviza a pele.

Sua formula contém ácido hialurônico e vitamina E. Controla e reduz a oleosidade da pele através de uma textura fluida com toque seco.

Assim como a versão sem cor possui a tecnologia Safe-Eye Tech: não arde os olhos.

Protetor-Solar-Isdin-Fusion-Water-Oil-Control-FPS-50-com-cor

Ingredientes: Aqua (Water), Ethylhexyl Methoxycinnamate, Butylene Glycol, Propylene Glycol, Polymethyl Methacrylate, CI 77891 (Titanium Dioxide), Dimethicone, Homosalate, PEG-8, Butyl Methoxydibenzoylmethane, Ethylhexyl Triazone, Silica, Phenoxyethanol, Titanium Dioxide, CI 77492 (Iron Oxides), Acrylates/C10-30 Alkyl Acrylate Crosspolymer, Tocopheryl Acetate, Allantoin, CI 77491 (Iron Oxides), Aluminum Hydroxide, Ethylhexylglycerin, Parfum (Fragrance), Sodium Hyaluronate, CI 77499 (Iron Oxides), Sodium Hydroxide, Carbomer, Disodium EDTA, Sodium Lauroyl Glutamate, Lysine, Tocopherol, BHT, Magnesium Chloride, Ascorbyl Palmitate, Ascorbic Acid, Citric Acid

Preço sugerido: R$ 89,90

Eu amo a versão sem cor e estou louca pra testar essa!

É isso gente! Muitooo obrigada por sua visita, espero que volte sempre!
Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+
Anúncios

Protetores Solares Bioré Chegam ao Brasil e com Preços Atrativos

Filtros-Solares-Bioré-no Brasil

Finalmente a Bioré venderá os seus famosos protetores solares no Brasil! Depois de uma espera de quase 1 ano, Outubro de 2017 foi a data em que a marca chegou oficialmente ao país, porém apenas com produtos destinados a limpeza da pele e remoção da maquiagem (mais detalhes Aqui) – para o desespero dos loucos por skincare. Todos queriam também os protetores, claro! E eles enfim farão parte do portfólio de vendas no Brasil.

Teremos disponíveis 3 versões dos protetores Bioré, são eles:

Filtro-Solar-Bioré

 Bioré Uv Aqua Rich Watery Essence – R$ 67,99.

√ Bioré UV Perfect Milk (embalagem azul) – R$ 65,99.

 Bioré UV Face Milk (embalagem branca) – R$ 68,99.

Os protetores Bioré chegam na primeira quinzena de Novembro e serão comercializados nas redes Droga Raia e Drogasil (lojas físicas e online).

Achei os valores super justos e bastante acessíveis, uma ótima oportunidade pra quem ainda não conhece poder testar!

E aí o que acharam da novidade? Vocês conhecem ou já usam a marca?

Beijocas bom feriado e até mais!!

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+

 

 

 

Não Dispense o Protetor Solar no Inverno

Pele-Protetor-Solar-no-Inverno

Os cânceres de pele são os mais incidentes no Brasil, representando cerca de 30% de todos os casos da doença – um número que chega a 165 mil novos casos por ano, segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer). Por isso, o verão é marcado por intensas campanhas de conscientização sobre a doença, mas isso não significa que as estações mais frias do ano não representam risco para a pele.

Em geral, as pessoas tendem a relacionar o câncer de pele exclusivamente ao melanoma. Contudo, 95% dos casos de tumores cutâneos identificados no Brasil são classificados como não melanoma, um índice que está diretamente relacionado à constante exposição à radiação ultravioleta (UV) do sol. O sol durante o inverno, apesar de parecer mais “fraco”, continua emitindo radiação, que possui um efeito cumulativo na pele.

De acordo com Dr. Bernardo Garicochea, oncologista e especialista em genética da unidade do Grupo Oncoclínicas em São Paulo – Centro Paulista de Oncologia (CPO) -, é importante a avaliação frequente de um dermatologista para acompanhamento das lesões cutâneas. “As alterações a serem avaliadas como suspeitas são o que qualificamos como ‘ABCD’- Assimetria, Bordas irregulares, Cor e Diâmetro. A análise da mudança nas características destas lesões é de extrema importância para um diagnóstico precoce”.

Evitar a exposição excessiva e constante aos raios solares sem a proteção adequada é a melhor medida – e isso vale desde a infância. Vale lembrar que, mesmo áreas não expostas diretamente ao sol e menos visíveis – como o couro cabeludo – podem apresentar manchas suspeitas.

Imunoterapia e o melanoma

O melanoma é o tipo de câncer que apresenta o maior número de mutações genéticas no DNA do tumor. Essas mutações podem confundir o sistema imunológico do paciente e dificultar a ação de terapias tradicionais. Por isso, a imunoterapia é uma das grandes aliadas no tratamento da doença.

“A Imunoterapia é o tratamento que promove a estimulação do sistema imunológico por meio do uso de substâncias modificadoras da resposta biológica. Em resumo, trata-se de um grupo de drogas que, ao invés de mirar o câncer, ajuda as nossas defesas a detectá-lo e agredi-lo”, explica o Dr. Bernardo.De acordo com ele, 3% dos melanomas são hereditários. O especialista do Grupo Oncoclínicas indica alguns pontos de atenção que podem indicar propensão à doença:

Pessoas que possuem uma grande quantidade de pintas escuras espalhadas pelo corpo;
Incidência de melanoma em algum parente muito jovem (menos de 35 anos);
Mais de dois casos de melanoma na família (em qualquer idade).

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+

 

Pesquisa da SBD Afirma que Protetor Solar não Impacta na Produção de Vitamina D

Protetor-Solar-e-a-Produção-de-Vitamina-D

Um estudo inédito promovido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, durante o II Simpósio Nacional de Cabelos e Unhas, em agosto de 2017, no Rio de Janeiro, identificou que a utilização do protetor solar e exposição leve ao sol não afeta a capacidade de síntese cutânea de vitamina D. Coordenado pelos dermatologistas Flávio Luz (secretário-geral), Clívia Carneiro, Hélio Miot (1o secretário) e Sandra Durães, o estudo contou com o apoio da equipe do laboratório de análises clínicas da Universidade Federal Fluminense (UFF) e envolveu 95 voluntários, entre dermatologistas, alunos e participantes espontâneos.

Os participantes foram divididos em três grupos: confinados da exposição solar por 24h, expostos a doses baixas de sol (10-15 min que não chegam deixar a pele avermelhada) com e sem fotoprotetor tópico (FPS 30). Os seus níveis de vitamina D no sangue foram medidos na manhã antes da exposição solar e também na manhã seguinte, permitindo o cálculo da variação desses níveis, no intervalo de 24h.

A pesquisa revelou que a variação dos níveis plasmáticos de vitamina D foi maior  para o grupo exposto com filtro solar do que para o grupo confinado, mostrando que ocorreu síntese efetiva de vitamina D após breve exposição ao sol, mesmo com filtro solar.

“A diferença da variação dos níveis plasmáticos de vitamina D entre o grupo exposto com filtro solar e o grupo exposto sem o filtro não atingiu diferença significativa, indicando que não houve diferença substancial entre a exposição solar leve com e sem filtro solar”, explica Hélio Miot.

O médico salienta que a síntese de vitamina D depende de doses muito baixas de UVB em pequenas áreas do corpo. A radiação atinge a pele através do vestuário leve e couro cabeludo, áreas que não são completamente cobertas pelo filtro solar.

Os resultados do experimento subsidiam a manutenção da indicação da fotoproteção regular frente à exposição moderada ao sol e confirmam que a exposição solar mais segura para a pele deva ocorrer fora dos horários de pico do UVB (10h-16h), sob vestuário adequado, sem risco de vermelhidão (o que degrada a vitamina D da pele) e sem compromisso da síntese de vitamina D.

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+ 

Resenha: Protetor Solar Darrow Sunsafe Color FPS 60

Protetor-Solar-Sunsafe-Color-FPS-60-DARROW

Recentemente a Darrow lançou “Sunsafe” uma nova gama de protetores solares que prometem promover fotoproteção de 360°, disponíveis nas versões FPS 30 e 60, nas opções com e sem cor.

Além de oferecer um conceito inovador de fotoproteção diária, a fórmula de Sunsafe foi especialmente desenvolvida para as peles brasileiras.

Recebi da marca a versão FPS 60 com cor e é sobre ela que falarei na resenha de hoje.

Protetor-Solar-Sunsafe-Color-FPS-60-DARROW-Resenha

O que diz o fabricante:

O Protetor Solar Sunsafe Color FPS60 possui um sistema de alta proteção UVA/UVB e um cuidado essencial no tratamento da pele com tendência oleosa. Sua fórmula é oil-free e de fácil absorção, além de promover Fotoproteção de 360° com sistema antioleosidade.

Formulação: Filtro Tinosorb S: sistema altamente eficaz, fotoestável UVA / UVB, que garante proteção confiável contra as queimaduras solares;- Vitamina E: possui propriedades antioxidantes, umectantes e hidratantes;- Sílica: substância que absorve a oleosidade proporcionando toque seco e não oleoso;- Polímeros de Acrilato: possuem alta tolerância à umidade e mantêm a hidratação natural da pele;- Glicerina: confere maciez e sedosidade à pele.

Protetor-Solar-Sunsafe-Color-FPS-60-DARROW-Textura

O que eu achei:

embalagem formato bisnaga contendo 50ml;

 sua textura é levemente cremosa e bem fluída;

 não possui fragrância;

 é muito fácil de espalhar e tem rápida absorção;

 possui alto fator de proteção – FPS 60 e PPD 20;

 confere toque seco, aveludado e sem efeito pegajoso;

 acho importante frisar que ele tem acabamento sequinho, mas não deixa a pele seca e matte, ele deixa a pele sedosa e com viço, porém seca ao toque;

Protetor-Solar-Sunsafe-Color-FPS-60-DARROW-Swatch

Protetor-Solar-Sunsafe-Color-FPS-60-DARROW-Swatch-Textura

 a cor é universal e assim que aplicado parece que vai ficar escuro, mas conforme seca a cor vai se adaptando perfeitamente ao meu tom de pele;

 apesar de possuir cor Sunsafe não proporciona cobertura e sim dá uma leve uniformizada na tonalidade da pele;

 não senti a pele oleosa e nem o aumento da oleosidade durante o dia – lembrando que a minha pele é mista;

Resumindo: Sunsafe entrega proteção alta e 360, confere hidratação e controle da oleosidade, deixa a pele sedosa e com aspecto muito bonito. Um verdadeiro escudo protetor anti UVB/UVA, anti-infravermelho, luz visível e antipoluição, um excelente protetor solar para quem tem manchas e ou melasma.

Preço sugerido: R$ 79,90

Melhores preços encontrados hoje: R$ 69,90 Droga Raia e R$ 71,90 Época Cosméticos.

Beijocas e até mais! Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+ 

 

 

Bactéria pode tornar protetor solar mais seguro para nós e para o meio ambiente

Protetor-Solar-Dicas

Todo verão, médicos de todo o mundo nos alertam sobre a importância de usar protetor solar, principalmente antes de ir à praia. Idealmente, devemos reaplicar a cada poucas horas, especialmente depois de nadar. Enquanto o protetor solar nos protege de queimaduras dolorosas e, a longo prazo, do câncer de pele, há um lado obscuro: ele é muito ruim para a vida marinha.

Em particular, dois produtos químicos que são comumente usados ​​para filtrar raios UV, oxibenzona e octinoxato, representam uma ameaça para os recifes de corais e acredita-se que causam alergias graves à pele em indivíduos sensíveis.

Até 14.000 toneladas de protetor solar são dissolvidas no mar todos os anos. As substâncias químicas dispersas no processo contaminam a água e logo alcançam os recifes de corais e outros ecossistemas frágeis – justamente o que atrai muitos a locais marinhos exóticos.

Cientistas da Universidade da Flórida se propuseram a oferecer uma alternativa a esses produtos químicos tóxicos, melhores para a pele e para o meio ambiente. Eles descobriram uma maneira de ampliar a produção de um aminoácido que absorve UV e é tradicionalmente extraído de algas vermelhas. O problema com este método é que leva até um ano para as algas crescerem e mais tempo para processar o produto químico.

Os cientistas, que publicaram suas descobertas na revista ACS Synthetic Biology, desenvolveram um método muito mais rápido, usando uma cepa de cianobactérias de crescimento rápido chamada Synechocystis como célula hospedeira. Eles então sintetizaram o composto a partir de uma cianobactéria filamentosa conhecida como Fischerella – que o produz naturalmente.

Ao inserir esses genes nas Synechocystis, a equipe conseguiu produzir 2,37 miligramas do composto por grama de cianobactérias em apenas duas semanas. Os pesquisadores também testaram as qualidades do composto, confirmando que ele era capaz de proteger as células dos raios UV.

A nova metodologia pode ter uma variedade de aplicações, incluindo o uso de genes de cianobactérias para criar novos medicamentos. A equipe por trás da pesquisa está agora tentando comercializar o método.

Fonte: Climatologia Geográfica

Boa páscoa e ótimo feriado!!

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral –> Instagram– Facebook – Google+ 

 

Resenha: Protetor Solar Idéal Soleil Anti-idade FPS 50 Vichy

Protetor-Solar-Idéal-Soleil-Anti-idade-FPS-50-Vichy

Oieee, tudo bem gente?

A resenha de hoje é sobre o novo Idéal Soleil Anti-idade FPS 50 da Vichy, um protetor  solar facial que combina proteção com antienvelhecimento, confesso que achava que era só mais um protetor, mas estava muito enganada! Vêm descobrir os motivos!

O que diz o fabricante:

– Alta proteção solar contra os raios UVA, UVB e UVA Longo

– Suaviza linhas finas com ação antioxidante

– Protege o colágeno com ação antiglicante

– Toque seco com controle
de oleosidade

– Desenvolvido especialmente para a pele brasileira

– Com Água Termal Mineralizante de Vichy

Protetor-Solar-Idéal-Soleil-Anti-idade-FPS-50-Vichy-Textura

O que eu achei:

sua embalagem é compacta, plástica e em formato bisnaga

 de fragrância suave e agradável, Idéal Soleil Anti-idade não tem cheiro de protetor solar;

 possui textura gel creme, é cremosa porém leve e nadinha pegajosa ou pesada, tem excelente espalhabilidade e rápida secagem;

√ é um protetor super confortável, tanto na hora da aplicação como depois de seco, parece que estamos aplicando um creme na pele e não um protetor solar;

 sua aplicação e finalização fica muito uniforme;

 confere toque seco e aveludado;

 ele deixa a pele sedosa, tonificada, macia, hidratada, com cara de bem cuidada, sabe?

Protetor-Solar-Facial-Idéal-Soleil-Anti-idade-FPS-50-Vichy-Resenha

 não esfarela e é ótimo como base para a maquiagem;

 o produto não deixa o rosto branco, (temido white cast);

√ não causa ardor e nem irrita a região dos olhos;

 no quesito segurar a oleosidade, acho ele sequinho mas não ao ponto de deixar a pele matte e sem viço entende? Ele deixa a pele natural e com um viço muito bonito que eu particularmente gosto, prefiro assim do que uma pele opaca. A minha pele é mista e não notei aumento do brilho que já costuma aparecer no meio do dia na minha zona T;

 ele é um protetor indicado para peles mistas a oleosas mas na opinião de uma quase 40 ( faço 39 em Abril )achei um excelente protetor solar para peles maduras e também para peles mais secas, porque além de proteger ele hidrata, não é seco e nem pesado, proporciona maciez, viço e tônus;

Tem sido o meu protetor queridinho do momento, amo o acabamento que ele deixa na minha pele, além claro dos benefícios antiidade e ingredientes poderosos super benéficos para um rostinho sempre bonito!

Preço sugerido: R$ 79,90.

Bom fim de semana para todos!

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral –> Instagram– Facebook – Google+