Filtro Solar e Cabelos

Filtro-solar-cabelos

Os cabelos são estruturas queratinizadas que tem na sua porção mais externa uma camada de células achatadas, chamada cutícula. Esta cutícula é responsável pela dureza dos fios e pela integridade dos mesmos.

Os raios ultravioleta (UV) degeneram a queratina, proteína que forma o fio, fazendo com que eles percam a sua integridade, expondo as partes internas onde ficam os pigmentos que dão a cor aos cabelos (melanina). Desse modo o fio pode ficar desbotado (queimado) quando exposto ao sol diretamente, especialmente se eles tiverem sofrido processos químicos tais como permanentes, tinturas ou alisamentos.

Para se evitar tais danos o uso de um filtro solar nos xampus ou nos condicionadores é muito interessante. A primeira pergunta que se pode fazer é: mas o filtro solar permanece nos cabelos mesmo depois de enxaguados? A resposta é sim, porque estes filtros solares que se incorporam aos cabelos são especialmente desenvolvidos
para este fim. O’ produto tem nome comercial de ESCALOL HP e é incorporado ao fio através de partículas minúsculas que são capazes de aderir ao fios, formando uma barreira contra os raios nocivos do sol.

A conduto é usar estes tipos de produtos sempre que for se expor ao sol mais tempo, tipo ir a praia ou a piscina ou mesmo para pessoas que tem atividades ao ar livre ou que trabalhem sob luz intensa.

Fonte: Dra. Denise Steiner

Beijocas e até mais!

Não se esqueçam de me seguir também nas redes sociais!! Patrícia Cabral —> InstagramFacebookGoogle+   

Anúncios

Mais do que estilo: óculos escuros protegem a saúde dos olhos

óculos-de-sol-saúde-olhosO acessório é essencial em qualquer época do ano e deve ser utilizado diariamente!

Ao escolher quais óculos solares comprar e usar, as pessoas normalmente se preocupam com o estilo, as cores das lentes e o material da armação. Porém, quando o assunto é proteção, não adianta levar em conta apenas a aparência do produto. Isso porque, a exposição solar frequente e prolongada favorece o aparecimento de diversos problemas de saúde, inclusive para os olhos.

“Os mais comuns são lesões na retina, fotofobia, pterígio, aumento da progressão da catarata, da degeneração macular e de tumores na córnea e na conjuntiva”, revela a dra. Liane Iglesias, médica e consultora da Óticas Diniz – maior rede de varejo óptico do Brasil.

Ainda segundo a especialista, o uso de óculos escuros ao longo da vida é fundamental para proteger a visão. “Ele resguarda os tecidos oculares atingidos pelos raios ultravioleta. Por isso, a utilização do acessório ajuda na diminuição da quantidade dessa radiação que ficamos expostos diariamente, até mesmo no inverno, e que agridem os olhos sem percebermos”, explica.

No entanto, é preciso estar atento ao produto. Verificar se os óculos de sol têm o selo de proteção UVA/UVA e o certificado de procedência e de garantia comprovam a qualidade do acessório. Em relação as lentes, elas podem ser de qualquer tonalidade, mas o principal é ter filtro solar.

“É mito dizer que quanto mais escuro, melhor. O que realmente importa é a lente estar protegida com essa película, independentemente de sua cor. Já quem utiliza o acessório graduado também deve conferir se a lente é original e está com o grau e o filtro solar corretos”, destaca a dra. Liane.

De forma geral, as lentes dos óculos escuros proporcionam formas de proteção diferentes, que variam conforme suas cores e tipo de problema de refração. “Daí a importância de consultar um médico oftalmologista para orientar o melhor tipo de lente para cada pessoa. Procurar uma ótica de confiança ao adquirir óculos escuros, inclusive graduado, é o primeiro passo para garantir a proteção dos olhos. De nada adianta economizar ao comprar o acessório em camelôs, bancas ou lojas de produtos sem procedência, se a sua visão estiver correndo perigo constantemente”, afirma a especialista.

Boa noite e obrigada por sua visita!

Me sigam também nas redes sociais!! Patrícia Cabral —> InstagramFacebookGoogle+  

 

Dica: Cosmetopeia, aplicativo com informações sobre ingredientes cosméticos

cosmetopeia-aplicativo-ingredientes-cosméticos

Li sobre esse aplicativo no cosmética em foco e achei interessante e super útil, acredito que vocês irão gostar!

Um novo aplicativo para Android e desktop que permite consultar informações de segurança de mais de 600 ingredientes presentes em cosméticos. O Cosmetopeia disponibiliza ao público leigo e técnico o acervo de avaliações de segurança de ingredientes cosméticos do Instituto Harris, fundamentado em avaliações in silico e relatórios técnicos de laboratórios e institutos de pesquisa clínica. Ele é indicado para consultas rápidas, quando se pretende conhecer as propriedades de ingredientes presentes nos cosméticos. Segundo seus criadores, o aplicativo permite avaliar de modo rápido e conclusivo, com função e riscos associados.

A biblioteca completa de dados está disponível apenas na versão desktop, recomendada principalmente para formuladores de cosméticos. A ferramenta traz dados sobre as propriedades de cada ingrediente, seus potenciais perigos toxicológicos, suas incompatibilidades, restrições regulatórias e recomendações com relação à proteção da saúde do consumidor, inclusive pessoas mais sensíveis como idosos, crianças e gestantes.

O acesso gratuito do aplicativo na versão Android não é suficiente para dizer o quanto recomendaria ou não, pois não há acesso aos dados sem a assinatura paga. No entanto, uma plataforma com informações de segurança dos ingredientes cosméticos é muito bem vinda e pode ajudar profissionais desde os primeiros passos de uma formulação, no chamado Safe Design (Projeto Seguro), que permite o planejamento da formulação desde o início com economia e ganho de tempo. Além de oferecer também informações regulatórias de forma simples e rápida.

Exemplo de uso do aplicativo Cosmetopeia

Alguém já conhecia, já usou? Conte pra gente!

Super beijo!!

Me sigam também nas redes sociais!! Patrícia Cabral —> InstagramFacebookGoogle+ 

 

Dicas para manter a pele hidratada e protegida mesmo nos dias mais frios

pele-cuidados-inverno

Para ter uma pele saudável durante o ano inteiro e, principalmente, nas baixas temperaturas e climas mais secos, é fundamental investir em hidratação e muita limpeza. A dermatologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Maria Bandeira, alerta que o ressecamento da pele pode causar irritações, ardências, fissuras e até infecções.

Para evitar essa situação, a dermatologista listou cinco cuidados essenciais para manter a pele macia e saudável o ano inteiro.

1. Evite banhos muito quentes e uso de buchas ou esponjas: Esse hábito, assim como ficar muito tempo no chuveiro, não é bom, pois a água quente remove a camada protetora da pele. O ideal é tomar banho morno e rápido. “O uso de buchas ou esponjas também não são recomendáveis, isso porque, ela retira a gordura natural da pele, que também funciona como proteção do corpo”, esclarece.

2. Hidrate bem a pele: Maria Bandeira explica que peles mais ressecadas devem ser hidratadas com produtos ricos em gordura e de preferência nas opções em loção, emulsões e cremes mais consistentes. Diferente das oleosas que exigem produtos com maior quantidade de água do que gordura, além de ser recomendada a versão em gel. “Em dias mais frios, o ideal é a aplicação diária após o banho”.

3. Pele limpa sem ressecar: Para essa situação, a especialista recomenda um produto que atenda a necessidade da pele. Por exemplo, para as peles mais ressecadas, são aconselhados sabonetes hidratantes. No caso de peles secas e sensíveis, opte por substâncias para limpeza sem sabão. A médica ainda ressalta a importância de investir em sabonetes neutros, que são mais delicados e cumprem sua função sem ressecar.

4. É preciso esfoliar?: Para a dermatologista, o hábito merece atenção e deve ser feito esporadicamente, principalmente se a pele for oleosa. “A esfoliação pode causar irritação em peles, principalmente nas que já estão ressecadas”.

5. Água para hidratar: A ingestão de dois litros de água por dia é o recomendável para uma vida saudável, entretanto, para manter a pele macia é recomendado ainda mais. Maria Bandeira sugere o consumo recorrente da bebida, aliado ao uso de produtos com substâncias como ureia, ceramidas e lactato de amônio para maior proteção da pele.

Bom frio genteee e até mais!! rsrsrsrs

Me sigam também nas redes sociais!! Patrícia Cabral —> InstagramFacebookGoogle+ 

Maquiagem envelhece a pele?

maquiagem-envelhece-a-pele

Mito. O excesso de maquiagem não envelhece a pele, mas quando não é retirada adequadamente, pode causar irritações e obstruir os poros da pele, favorecendo o surgimento de cravos e espinhas.

O demaquilante é fundamental para ter uma pele jovem e saudável. As pessoas também podem associar um bom sabonete líquido a uma loção tônica ou adstringente.

Vale a pena investir numa limpeza de pele com uma boa esteticista uma vez ao mês. A técnica consiste na retirada minuciosa de cravos brancos e pretos (comedões fechados e abertos). Vale lembrar que o cravo de hoje é a espinha de amanhã. Deve ser realizada com rigorosa técnica de assepsia e com procedimentos especiais que facilitam a extração dos cravos, tornando-a mais confortável e menos traumática.

Então bora caprichar na limpeza e nunca, mas NUNCA durmam com maquiagem ein?!

Fonte: Dra. Claudia Marçal

Obrigada por sua visita e voltem sempre!!

Me sigam também nas redes sociais!! Patrícia Cabral —> InstagramFacebookGoogle+ 

 

 

 

Você sabe como usar shampoo antirresíduos?

dicas-shampoo-antirresíduos

Mesmo sendo um produto muito comum, principalmente em salões de beleza, a indicação e o método de uso dos shampoos antirresíduos ainda causam dúvidas. Da mesma forma que o tratamento para cabelos cacheados e lisos são diferentes, o shampoo antirresíduos deve ser utilizado de maneira controlada e em intervalos diferentes para cada tipo de cabelo: oleoso, secos, normal e com tintura. Em alguns casos, ele nem mesmo é recomendado.

“O shampoo antirresíduos tem como função principal retirar todas as impurezas dos cabelos como poluição, oleosidade, sujeira e restos de produtos como cremes para pentear. É muito recomendado para antes de uma hidratação porque faz com que a penetração seja mais profunda nos fios”, explica a Gerente de Produto e Marketing da Skala Cosméticos, Bruna Veneziano.

É importante ressaltar que cada tipo de cabelo reage de forma diferente ao antirresíduos, isso porque sua formulação tende a ressecar os fios e por isso, seu uso deve ser controlado.

Confira na imagem abaixo os intervalos de aplicação recomendados.

dicas-shampoo-anti-resíduos

Por que o uso do antirresíduos não é recomendado para cabelos tingidos ou danificados? “Como o shampoo antirresíduos deixa o fio mais vulnerável, quem já tem o cabelo nesse estado pode prejudicar ainda mais a sua estrutura capilar”, alerta Bruna Veneziano.

Em relação ao cabelo tingido ou com química, as substâncias do shampoo podem alterar a coloração além de interferir e prejudicar os fios que já sofreram com tratamentos como alisamento, relaxamento e permanente.

A lavagem com esse tipo de shampoo também exige cuidados especiais: recomenda-se esfregar bem o couro cabeludo com as pontas dos dedos e evitar fazer o mesmo com as pontas do cabelo, pois podem ser danificadas. Enxágue e repita o processo se achar necessário. Como os fios ficam mais sensíveis, a delicadeza é importante para que a estrutura capilar não seja prejudicada.

Vale lembrar que os shampoos utilizados no dia a dia não devem ser substituídos pelo shampoo antirresíduos. O ideal é que o uso seja intercalado, respeitando o estilo e a necessidade de cada tipo de cabelo. Fazer hidratação logo após o seu uso é fundamental para fortalecer os fios e devolver o brilho e a força.

Boa semana pra vocês!

Me sigam também nas redes sociais!! Patrícia Cabral —> InstagramFacebookGoogle+   

 

 

Radiação UV também é perigosa no inverno

Pele-Radiação-UV-Sol-Inverno

Com a chegada do inverno, a preocupação que antes era em relação à proteção ao sol, passa a ser em manter o corpo quentinho. Porém, é justamente durante esse período que as radiações ultravioletas podem ser ainda mais perigosas.

A ausência de sol engana e a baixa nebulosidade também pode provocar um aumento do índice de raios UV. Com menos nuvens para proteger, os raios ultravioletas acabam chegando com mais intensidade à superfície. Por isso mesmo, as pessoas não devem se descuidar.

O câncer de pele é o mais frequente no Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD, são cerca de 176 mil novos casos por ano no país. Entre as principais causas estão justamente a exposição excessiva à esse tipo de radiação.

Sendo assim, além dos cuidados comuns como evitar a exposição ao sol em determinados horários e usar protetores solares, uma alternativa que tem se mostrado cada vez mais eficiente é o uso de roupas e acessórios com proteção UV.

Capazes de absorver até 90% dos raios solares, esse produtos ainda atendem a diferentes gostos e estilos. Muito além das opções praia e esportiva, atualmente, é possível encontrar roupas e acessórios que podem ser usados no dia a dia, sem abrir mão do gosto pela moda.

Contudo, para garantir a eficácia do material é importante comprovar a qualidade dos produtos comercializados pela marca que você escolher. Para isso, é essencial verificar se as roupas são certificadas pela Arpansa, único órgão no mundo responsável por testar fator UV em roupas e acessórios.

Não se engane acreditando que só porque as temperaturas estão mais baixas sua pele está protegida. Estar exposto a radiação pode tanto provocar o envelhecimento precoce da pele, quanto o surgimento de pintas que, futuramente, podem propiciar o surgimento de câncer. Por isso, proteção nunca é demais.

Até mais!!

Me sigam também nas redes sociais!! Patrícia Cabral —> InstagramFacebookGoogle+