Discoloration Defense SkinCeuticals- Primeiras Impressões Após 1 Mês de Uso

DISCOLORATION-DEFENSE-SERUM-MULTICORRETIVO-SKINCEUTICALS

Oi gentee, tudo bem? Atendendo aos pedidos lá do Instagram ( já me segue  por lá? @falandodebeleza ) venho compartilhar com vocês as minhas primeiras impressões e resultados obtidos depois de 1 mês de uso do Discoloration Defense de SkinCeuticals, lembrando que eu tenho melasmas na parte frontal do rosto e algumas manchinhas de espinhas, bora?

O que diz o fabricante:

Discoloration Defense de SkinCeuticals é um sérum multicorretivo de uso diário que clareia as diferenças de tonalidade da pele com resultados visíveis e comprovados em pele brasileira. Formulado com 3% de ácido tranexâmico, 1% de ácido kójico, 5% de niacinamida e 5% de esfoliante enzimático, esse blend de ativos com alta performance uniformiza o tom, recupera a luminosidade e melhora a textura da pele.

Em um estudo clínico de 12 semanas, o Discoloration Defense melhorou significativamente a aparência das diferenças de tonalidade da pele:

• Pele 60% mais clara

• 81% de melhora no pós acne

• 54% de melhora na textura

• Tom de pele 59% mais uniforme

O que eu achei:

embalagem de vidro e aplicador conta gotas tradicional de SkinCeuticals;

√ sua fragrância é quase nula, possui um leve cheirinho de remédio;

√ o produto possui textura sérum, muito leve, bem aquosa, confortável e fácil de espalhar;

√ sinto que ele não é totalmente absorvido pela pele, parece que não seca completamente  deixando assim uma sensação levemente pegajosa ao toque, mas nada demais;

√ tenho usado o  Discoloration Defense apenas durante a noite por causa da sensação dele não secar por completo, por conta disso não me sinto confortável em aplicar outros produtos por cima dele;

DISCOLORATION-DEFENSE-SERUM-MULTICORRETIVO-SKINCEUTICALS-TEXTURA

DISCOLORATION-DEFENSE-SERUM-MULTICORRETIVO-SKINCEUTICALS-RESENHA

√ após a aplicação sinto a pele bastante hidratada e no decorrer do uso pude perceber uma melhora bastante significativa no nível de hidratação e na manutenção da mesma;

√ não tive reação/irritação alguma ao produto;

√ além da pele visivelmente mais clara e uniforme pude perceber uma melhora na textura e uma boa diminuição no tamanho dos poros;

√ o que eu pude notar quanto ao clareamento de manchas é que em manchas mais recentes (espinhas, machucadinhos, etc) a ação do produto é mais rápida, acredito que o clareamento neste caso seja mais eficaz por conta dessas manchas estarem na camada mais superficial da pele e por isso mais fácil de tratar. Já no clareamento do melasma comecei a notar um clareamento visível mais ou menos após 1 mês de uso e hoje com 1 mês e 2 semanas o meu melasma tá bem clarinho e se mantém assim.

Vou mantendo vocês informados e farei uma resenha completa e atualizada quando completar os 3 meses de uso, baseado no tempo do estudo clínico feito pela marca.

Quanto custou? Paguei R$ 199,90 na Drogasil – embalagem de 30 ml.

Alguém mais por aqui está usando esse produto? Me contem o que estão achando e quais os seus resultados, vamos trocar experiências!!

Beijocas e muito obrigada por sua visita!

Me sigam também nas redes sociais!! Patrícia Cabral —> Instagram– Facebook – Google+

 

 

 

 

 

Anúncios

Natura Chronos Lança Linha Exclusiva para Clareamento da Pele

Natura-Chronos-Nova-Plataforma-de-Clareamento

O lançamento de Natura Chronos conta com três produtos desenvolvidos com tecnologia exclusiva e ativos da biodiversidade brasileira nas formulações

Manchas e falta de uniformidade formam juntos a segunda maior preocupação da mulher brasileira quando falamos em cuidado para a pele, atrás apenas de rugas ao redor dos olhos. As manchas são alterações na coloração da pele que podem acontecer em todos os tons de pele e em todas as idades. Elas são causadas por diversos fatores (exposição ao sol, fatores hormonais, herança genética, envelhecimento e processos inflamatórios) e sua formação acontece em diferentes estágios, desde camadas mais profundas da epiderme até chegar a sua superfície. Por isso, Natura Chronos desenvolveu uma linha exclusiva Plataforma de Clareamento. Os produtos, após uso contínuo, atuam diretamente na redução do tamanho, quantidade e intensidade de áreas escurecidas na pele. Tornando-se o único tratamento no mercado que atua de forma ampla, profunda e intensiva.

O tratamento atua de forma ampla, porque age em diferentes tipos de áreas escurecidas, inclusive nas que ainda vão surgir – manchas solares, hormonais, de envelhecimento e até melasma; profunda porque atua em todos os estágios de formação das áreas escurecidas; e intensiva porque os resultados surgem muito rapidamente. Após uso contínuo, ela é capaz de reduzir a diferença de tonalidade da pele em apenas 2 semanas.

A nova gama de Clareamento de Natura Chronos é formada por três produtos:

Sérum Intensivo Multiclareador (123 reais), o Protetor Clareador FPS 70 (89 reais) e o Creme Clareador Colo e Mãos FPS 30 (59 reais).

 

Natura-Chronos-Nova-Plataforma-de-Clareamento-Pele

Os produtos podem ser usados de forma isolada ou combinado: O uso combinado do Sérum Intensivo Multiclareador e Protetor Clareador FPS 70 potencializa em 70% os resultados percebidos na pele. Produtos com sensoriais inovadores, adequados para a pele da mulher brasileira, com segurança e eficácia comprovada.

Eu amo a linha Natura Chronos (tem várias resenhas aqui no blog) como consumidora e formadora de opinião percebo que a marca tem investido fortemente no uso de novas tecnologias, ingredientes e na entrega de melhores formulações, oferecendo assim ao consumidor final produtos de qualidade superior e equiparados aos de grandes marcas, e de quebra derrubando o velho mito de que produto de revista não presta e não se compara a produtos de farmácia.

Beijocas e até mais!!

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+

 

 

 

 

Por que Produtos Antissinais Param de Funcionar Após um Tempo?

pele-envelhecimento-antissinais-cosméticos

Aplicar o mesmo produto por mais de seis meses faz com que ele perca sua eficácia. Dermatologistas explicam por qual motivo isso acontece e o que deve ser feito

Você já deve ter notado que aquele produto antissinais fantástico que você comprou há seis meses agora não é tão bom assim. O que será que aconteceu? Você ficou mais exigente – afinal o produto começou tão bem – ou sua pele enjoou dele? “Um produto anti-idade tem três estágios de funcionamento: a fase inicial é de adaptação da pele, que pode durar algumas semanas. A segunda etapa é de efeito terapêutico, que pode durar semanas ou meses. A terceira fase é de tolerância, quando o ativo pode parar de trazer benefícios com uso contínuo”, explica o dermatologista Dr. Jardis Volpe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Já a dermatologista Dra Thais Pepe, também membro da SBD, explica que os produtos skincare servem para manter a aparência da pele saudável, mas a penetração dos ativos ainda é pequena para um resultado impactante. Dessa forma, os efeitos aparecem geralmente após o primeiro mês de uso, mas existem estratégias para prolongá-los: “A pele é uma barreira de proteção e quanto menor o tamanho das moléculas, maior a penetração. Geralmente associar com um ácido aumenta os resultados e penetração, pois os ácidos diminuem a barreira cutânea”, completa a médica.

A alternância dos produtos, o aumento da concentração dos ativos ou a troca dos ativos. “Existem ativos que não podem ser usados por longo prazo. Um exemplo é o ‘queridinho’ DMAE, produto para firmeza que foi a sensação dos anos 2000. Seu uso ficou famoso após um livro do dermatologista Perricone sobre esse ativo, como promessa antiflacidez, porém estudos mostraram que seu uso crônico, após os três meses, pode causar o efeito contrário e deixar a pele flácida. Outro ativo é a hidroquinona, potente clareador liberado no Brasil e proibido em alguns lugares do mundo, como na Europa. Seu uso crônico acima de três meses pode deixar manchas brancas na pele, que chamamos de hipopigmentação em confete.

pele-envelhecimento-antissinais-dermocosméticos

Por isso, é importante visitar regulamente o dermatologista. “A grande maioria dos estudos com ativos antissinais é feito por um curto período de tempo e o resultado final é avaliado em algumas semanas. Então, o que conta nesse caso é a prática clínica do dermatologista para notar se houve o processo de tolerância da pele em relação a determinado ativo”, explica o médico, que cita o exemplo do ácido retinoico: “Ele pode causar irritação no início do tratamento, em algumas semanas a pele acostuma com o produto, e após um período, já é possível aumentar a concentração. Esse é um processo de tolerância da pele frente a um ativo. Isso pode acontecer com vários outros ativos, como o retinol, a vitamina C, ácidos e antioxidantes”, completa o médico, que faz uma ressalva: “Os protetores solares não tem essa tolerância, mesmo se usarmos um fator 50 cronicamente, ele não vai deixar de agir e nem reduzir seu efeito.”

Outro exemplo é com relação ao retinol. Alguns estudos apontam que esse ingrediente produz colágeno e melhora rugas após seis meses de uso, sem perda da eficácia. “Como conduta pessoal, é comum montar um cuidado domiciliar para os meus pacientes com uso alternado de produtos e quando paro de observar o efeito desejado, aumento a concentração dos ativos ou troco por outros. Por exemplo, para o colágeno, costumo prescrever para o verão o retinol, pois não sensibiliza a pele. Após quatro meses, substituo pelo ácido retinoico por mais quatro meses, em uma época de clima mais ameno, em noites alternadas com o retinol. Assim introduzo um ativo novo e dou um up no resultado”, comenta.

Para aumentar a eficácia do tratamento cosmético anti-idade, os médicos concordam que é necessário visitar o dermatologista a cada quatro meses para que ele possa mudar os ativos, aumentar a concentração ou trocar radicalmente o protocolo skincare. “E, é claro, nunca esquecer de higienizar, esfoliar e tonificar a pele para ter os melhores resultados”, finaliza a Dra. Thais.

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+

Antioxidantes Injetáveis Novo Aliado Para Tratar o Melasma

Antioxidantes-Injetáveis-no-Tratamento-do-Melasma

A aplicação de substâncias antioxidantes em camadas mais profundas da pele pode ser uma forma eficaz de combater o surgimento de manchas de melasma. Com a técnica do drug delivery, é possível otimizar a entrega dos antioxidantes, facilitando sua absorção pela pele. A novidade é que esses antioxidantes podem ser administrados ao corpo também pela via intramuscular e/ou endovenosa. Tal fato, otimiza os resultados dos tratamentos tópicos existentes.

Os antioxidantes são muito importantes para combater os radicais livres (produzidos pelo processo de oxidação celular), que, em última análise, são os responsáveis pelo envelhecimento da pele e pelo estímulo dos melanócitos (células responsáveis pelo surgimento das manchas). Converse com um dermatologista sobre a possibilidade da associação de tratamentos.

Se tópicos os antioxidantes já fazem maravilhas, imaginem os resultados quando injetados nas camadas mais profundas da pele? Promissor e tentador!

Fonte: portal do melasma

Obrigada por sua visita! Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+

 

 

Pele de Peixe o Novo Ingrediente Anti-Idade Promete Reduzir até 31.5% das Rugas

Pele-de-Peixe-novo-ingrediente-anti-aging-milagroso

Se você pensou que a baba de caracol era o limite, pense novamente. A fabricante de nanofibras da Nova Zelândia, Revolution Fibers, lançou uma máscara em folha desenvolvida à base de pele de peixe que promete reduzir as rugas em até 31.5 %, de acordo com um relatório publicado pela Stuff.

A máscara é realmente feita de fibras retiradas de gotículas de uma solução formada a partir de colágeno extraído da pele de peixe hoki (um peixe típico da Nova Zelândia) e outros bioativos, incluindo extrato de kiwi, mel e ácido hialurônico.

Máscara-facial-nanofibra-de-peixe-Anti-Aging-redução-de-rugas

“Essas fibras são 500 vezes mais finas do que o cabelo humano, e entre 10 a 100 vezes menores que os poros da pele humana”, disse o presidente-executivo da Revolution Fibers, Iain Hosie, à Stuff.

Aplicadas à pele úmida, as fibras se desintegram e o colágeno é capaz de penetrar rapidamente na pele, atingindo uma profundidade de 1,5mm em 60 segundos, em testes os resultados alcançados foram impressionantes, as máscaras de nanofibra reduziram as rugas em até 31,5%.

No entanto, o colágeno é apenas um veículo; a pele do peixe é biocompatível com a nossa própria pele, facilitando a entrega dos bioativos, com propriedades anti-envelhecimento.

Fonte: globalcosmeticsnews

Promissor não? E você colocaria pele de peixe em sua pele?

Beijocas e até mais!

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+ 

 

Pesquisa da SBD Afirma que Protetor Solar não Impacta na Produção de Vitamina D

Protetor-Solar-e-a-Produção-de-Vitamina-D

Um estudo inédito promovido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, durante o II Simpósio Nacional de Cabelos e Unhas, em agosto de 2017, no Rio de Janeiro, identificou que a utilização do protetor solar e exposição leve ao sol não afeta a capacidade de síntese cutânea de vitamina D. Coordenado pelos dermatologistas Flávio Luz (secretário-geral), Clívia Carneiro, Hélio Miot (1o secretário) e Sandra Durães, o estudo contou com o apoio da equipe do laboratório de análises clínicas da Universidade Federal Fluminense (UFF) e envolveu 95 voluntários, entre dermatologistas, alunos e participantes espontâneos.

Os participantes foram divididos em três grupos: confinados da exposição solar por 24h, expostos a doses baixas de sol (10-15 min que não chegam deixar a pele avermelhada) com e sem fotoprotetor tópico (FPS 30). Os seus níveis de vitamina D no sangue foram medidos na manhã antes da exposição solar e também na manhã seguinte, permitindo o cálculo da variação desses níveis, no intervalo de 24h.

A pesquisa revelou que a variação dos níveis plasmáticos de vitamina D foi maior  para o grupo exposto com filtro solar do que para o grupo confinado, mostrando que ocorreu síntese efetiva de vitamina D após breve exposição ao sol, mesmo com filtro solar.

“A diferença da variação dos níveis plasmáticos de vitamina D entre o grupo exposto com filtro solar e o grupo exposto sem o filtro não atingiu diferença significativa, indicando que não houve diferença substancial entre a exposição solar leve com e sem filtro solar”, explica Hélio Miot.

O médico salienta que a síntese de vitamina D depende de doses muito baixas de UVB em pequenas áreas do corpo. A radiação atinge a pele através do vestuário leve e couro cabeludo, áreas que não são completamente cobertas pelo filtro solar.

Os resultados do experimento subsidiam a manutenção da indicação da fotoproteção regular frente à exposição moderada ao sol e confirmam que a exposição solar mais segura para a pele deva ocorrer fora dos horários de pico do UVB (10h-16h), sob vestuário adequado, sem risco de vermelhidão (o que degrada a vitamina D da pele) e sem compromisso da síntese de vitamina D.

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+ 

10 Benefícios da Vitamina C para a Pele

10-Benefícios-da-Vitamina-C-para-a-pele

Os 10 benefícios do uso de dermocosméticos contendo vitamina C nos cuidados com a pele.

Problema cutâneo

Causa Efeito do uso de da vitamina C
Queimadura solar Exposição aguda e excessiva à luz solar Ação antioxidante da vitamina C aumenta a resistência da pele à radiação solar
Envelhecimento Idade, exposição crônica à luz solar e poluição Vitamina c previne danos oxidativos cutâneos causados pelos radicais livres
Manchas Idade, exposição à luz UV, inflamação, poluição Vitamina C reduz a hiperpigmentação por inibir a produção de melanina
Rugas Envelhecimento, estresse oxidativo, exposição à luz UV, tabagismo Vitamina C aumenta a produção de colágeno
Perda de luminosidade Envelhecimento, estresse oxidativo, exposição à luz UV Vitamina C reduz hiperpigmentação e melhora a luminosidade da pele
Flacidez Envelhecimento, estresse oxidativo, exposição à luz UV, tabagismo Vitamina C aumenta a produção de colágeno e a elasticidade da pele
Pele seca Baixa hidratação e disfunção na barreira da pele Vitamina C aumenta o conteúdo de ceramidas na pele, ajudando na recuperação da barreira da pele
Pele oleosa Aumento da produção sebácea Vitamina C evita a oxidação do sebo e tem ação anti-comedogênica
Inflamação Alergias e inflamação Vitamina C promove inibição de danos oxidativos e inflamatórios
Pele danificada Falhas no processo de cicatrização, envelhecimento e disfunção na barreira da pele Vitamina C favorece a cicatrização e aumenta o conteúdo de ceramidas na pele, ajudando na recuperação da barreira da pele

Se você ainda não usa essa maravilha, bora inserir a vitamina C na rotina de pele já!!

Beijocas e até mais!!

Beijocas e até mais! Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+