Por que Produtos Antissinais Param de Funcionar Após um Tempo?

pele-envelhecimento-antissinais-cosméticos

Aplicar o mesmo produto por mais de seis meses faz com que ele perca sua eficácia. Dermatologistas explicam por qual motivo isso acontece e o que deve ser feito

Você já deve ter notado que aquele produto antissinais fantástico que você comprou há seis meses agora não é tão bom assim. O que será que aconteceu? Você ficou mais exigente – afinal o produto começou tão bem – ou sua pele enjoou dele? “Um produto anti-idade tem três estágios de funcionamento: a fase inicial é de adaptação da pele, que pode durar algumas semanas. A segunda etapa é de efeito terapêutico, que pode durar semanas ou meses. A terceira fase é de tolerância, quando o ativo pode parar de trazer benefícios com uso contínuo”, explica o dermatologista Dr. Jardis Volpe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Já a dermatologista Dra Thais Pepe, também membro da SBD, explica que os produtos skincare servem para manter a aparência da pele saudável, mas a penetração dos ativos ainda é pequena para um resultado impactante. Dessa forma, os efeitos aparecem geralmente após o primeiro mês de uso, mas existem estratégias para prolongá-los: “A pele é uma barreira de proteção e quanto menor o tamanho das moléculas, maior a penetração. Geralmente associar com um ácido aumenta os resultados e penetração, pois os ácidos diminuem a barreira cutânea”, completa a médica.

A alternância dos produtos, o aumento da concentração dos ativos ou a troca dos ativos. “Existem ativos que não podem ser usados por longo prazo. Um exemplo é o ‘queridinho’ DMAE, produto para firmeza que foi a sensação dos anos 2000. Seu uso ficou famoso após um livro do dermatologista Perricone sobre esse ativo, como promessa antiflacidez, porém estudos mostraram que seu uso crônico, após os três meses, pode causar o efeito contrário e deixar a pele flácida. Outro ativo é a hidroquinona, potente clareador liberado no Brasil e proibido em alguns lugares do mundo, como na Europa. Seu uso crônico acima de três meses pode deixar manchas brancas na pele, que chamamos de hipopigmentação em confete.

pele-envelhecimento-antissinais-dermocosméticos

Por isso, é importante visitar regulamente o dermatologista. “A grande maioria dos estudos com ativos antissinais é feito por um curto período de tempo e o resultado final é avaliado em algumas semanas. Então, o que conta nesse caso é a prática clínica do dermatologista para notar se houve o processo de tolerância da pele em relação a determinado ativo”, explica o médico, que cita o exemplo do ácido retinoico: “Ele pode causar irritação no início do tratamento, em algumas semanas a pele acostuma com o produto, e após um período, já é possível aumentar a concentração. Esse é um processo de tolerância da pele frente a um ativo. Isso pode acontecer com vários outros ativos, como o retinol, a vitamina C, ácidos e antioxidantes”, completa o médico, que faz uma ressalva: “Os protetores solares não tem essa tolerância, mesmo se usarmos um fator 50 cronicamente, ele não vai deixar de agir e nem reduzir seu efeito.”

Outro exemplo é com relação ao retinol. Alguns estudos apontam que esse ingrediente produz colágeno e melhora rugas após seis meses de uso, sem perda da eficácia. “Como conduta pessoal, é comum montar um cuidado domiciliar para os meus pacientes com uso alternado de produtos e quando paro de observar o efeito desejado, aumento a concentração dos ativos ou troco por outros. Por exemplo, para o colágeno, costumo prescrever para o verão o retinol, pois não sensibiliza a pele. Após quatro meses, substituo pelo ácido retinoico por mais quatro meses, em uma época de clima mais ameno, em noites alternadas com o retinol. Assim introduzo um ativo novo e dou um up no resultado”, comenta.

Para aumentar a eficácia do tratamento cosmético anti-idade, os médicos concordam que é necessário visitar o dermatologista a cada quatro meses para que ele possa mudar os ativos, aumentar a concentração ou trocar radicalmente o protocolo skincare. “E, é claro, nunca esquecer de higienizar, esfoliar e tonificar a pele para ter os melhores resultados”, finaliza a Dra. Thais.

Me sigam também nas redes sociais! Patrícia Cabral ⇒ Instagram– Facebook – Google+

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s